quarta-feira, 15 de abril de 2009

O “buraco” do meu amigo Hippie


O meu amigo Hippie Gaspar, um “giramundo” com a maior cara-de-pau que já vi, é um dos seres essenciais que desnorteia qualquer um por sua simpatia e suspeita ingenuidade riponga. Sem destino definido, mas com inteligência sobre-ecológica, ele trilha um caminho de peregrinação por todo o país, andando em boléias de caminhão, cruzando rios em canoa como carona, acampando no meio da mata, curtindo mansões de amigos próximo apenas para ter um lugar onde dormir (e olha que ele não cobra nada para isso e tem custo quase zero - não me perguntem como ele consegue). Ele só pede a atenção dos amigos em relação à natureza aos problemas ecológicos que afetam a humanidade em fim de cena no início desse século e que comprem suas miudezas de hippie - colares, brincos e pulseiras feitas com arame, pedras e sementes.

O Hippie mantinha um blog que eu criei para ele no BOL, como forma dele divulgar suas idéias de proteção ambiental e alerta ao mundo virtual dos problemas que afetam o mundo causadas pelo “homem”. Pois é, ele em uma dessas andanças pelo mundo acabou encontrando alguns gringos - se não me engano ele estava em Raposa do Sol, Roraima -, e tinha um jornalista inglês que ficou fascinado com a sua história de vida, encheu a sua bola e adorou o blog, agora, não sei que doideira deu no Hippie que ele trocou a senha de acesso do blog e acabou fechando involuntariamente o nosso meio de comunicação virtual.

Há tempos que ele vem me ligando de qualquer parte do país para atualizar o seu blog e já disse que ele fez a cagada de mudar a senha - me passou outra senha, só que ela não funciona. Em vista disso, talvez, cria-se um novo blog para ele. Em homenagem ao meu velho amigo de 1,90m e 130 quilos – não se espante, o Hippie, no fundo, no fundo, é um bon vivant de primeira, ele sabe como viver -, vou deixar um dos posts que ele havia me pedido para colocar. Vou dar espaço então à sua grande briga contra as mineradoras que, segundo o Hippie, são as maiores destruidoras do mundo.

Confira abaixo uma série de fotos do que é o maior buraco do mundo. Meio desgastado esse post, pois muita gente já publicou, mas não deixa de ser impressionante ver o que o ser humano é capaz de fazer com a Terra. Eu avalio que esse buraco é como uma grande ferida arrombada no nosso planeta. Por incrível que pareça ele pode ser visto do espaço tamanha a magnitude da cratera.

Esse buraco é a entrada de uma mina de diamantes na Sibéria, na Russia. Com cerca de 2.000 pés de profundidade – o que dá aproximadamente 609,6 metros - com 125 km de diâmetro. Cada caminhão carregado de terra leva uma hora e meia para chegar na superfície.

Taí o “buraco” do Hippie.












Um comentário:

Rodrigo disse...

ótima matéria, adorei relembrar desta grande figura, raras nessa vida, parabens pela postagem.
Quando souber noticias do Gaspar lança outra matéria relatando seu paradeiro, nós aqui do Nordeste aguardaremos pelas coordenadas do Hippie.
Roberto